terça-feira, 9 de agosto de 2011

HIV/AIDS: Fantasmas e dilemas

30       
             X            

 Há exatos 30 anos era anunciado ao mundo a descoberta de um novo vírus que mudaria pra sempre a história da humanidade. O HIV passa então a representar, em primeiro momento, a sentença de morte de muitos infectados daqueles turbulento anos 80.

Nasci no ano de 1982, auge da descoberta e terror da Aids, e passado 25 anos depois, precisamente no ano de 2007, iria me deparar com a temida doença, vivenciando todos os fantasmas que ela apresentaria.

A grande esperança é que a medicina já encontra meios de um tratamento eficaz, através dos antiretrovirais.

No entanto, os dilemas que o soro positivo precisará enfrentar estão ainda sem "tratamento", pois há ainda muito TABU que consequentemente alimenta o PRECONCEITO, esse por vez que MATA até mais que a presença do vírus em nosso organismo.

DILEMAS E FANTASMAS x ComHIVendo

- CULPAS: inevitável em momentos de fraqueza quem já não se tenha feito a seguinte indagação> Pq eu.. pq comigo?? Ah, se pudesse voltar atrás.. fantasmas q teimam em re-aparecer a qq sinal de fraqueza que nosso emocional venha a sofrer.

- MEDOS: a convivência com o HIV trava uma silenciosa guerra interna, onde em alguns momentos qualquer resfriado ou gripe alavanca uma série de medos, receios. O friozinho na barriga a cada resultado dos novos exames de rotina... A cada situação cotidiana em que nos sentimos expostos.

- CONTO OU NÃO CONTO: outra questão delicada que cedo ou tarde terá de se enfrentar. Seja aos amigos confiáveis, a família ou ainda a um sinal de relacionamento afetivo que comece...

- PRECONCEITO, O MAL DO SÉCULO: se já não bastasse todo o fardo psicológico que o HIV traz em seu "pacote", surge esse que considero o pior. Preconceito causa REJEIÇÃO que consequentemente induz a DEPRESSÃO, que causa uma MORTE SOCIAL que ceifa mais rápido que a própria AIDS.

Enfim, começo a escrever esse blog com intuito apenas de dividir esses dilemas e fantasmas que passam a fazer parte do dia-a-dia de um portador do vírus HIV.

Ao longo de 3 anos e meio conHIVendo descobri que a MENTE passa a ser NOSSO grande ALIADO na luta contra essa doença. Precisamos ter equilíbrio pra nos fazermos fortes.

Não basta que tenhamos só rémedios eficazes que aumentam nosso tempo de vida, se ainda tivermos que enfrentar tantos dilemas que poderiam ser amenizados se as sociedade debatesse mais a fundo e entendesse o EFEITO PSICOLÓGICO/EMOCIONAL que o HIV impõe.
A LUTA é grande e dividirei meu dia-dia de conquistas e por vzs fraqueza tbm ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário